MUDAMOS DE ENDEREÇO

O ANTIGO LAGOA DE DENTRO ON LINE AGORA É O DIÁRIO DE LAGOA DE DENTRO. CLICK AQUI E ACESSE

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

ARTIGO: A rádio comunitária e sua discriminação política

Imagem: Internet
Em Lagoa de Dentro, PB a velha prática de discriminação por posição política continua escancarada na maior cara lisa.   Especialmente no tocante a uma rádio comunitária da cidade que por seus dirigentes adota dessa prática maldita e ultrapassada para o nosso tempo.

Desde o ano de 2012 que a Rádio Comunitária Lagoa FM, emissora controlada pela Associação de Desenvolvimento Urbano e Rural de Lagoa de Dentro, PB, vem praticando tal alto. O caso é comprovado por este colunista que tem sido além de discriminado taxado de mal caráter quando alguém toca no assunto com um dos diretores da emissora o senhor Agnaldo de Vasconcelos Silva que não permite que nenhum áudio na voz de Leonaldo Ferreira da Silva seja levado ao ar na referida emissora.

Sabemos que a
programação diária de uma rádio comunitária deve conter informação, lazer, manifestações culturais, artísticas, folclóricas e tudo aquilo que possa contribuir para o desenvolvimento da comunidade, sem discriminação de raça, religião, sexo, convicções político-partidárias e condições sociais.

Mas em Lagoa de Dentro estas finalidades não são cumprida por esta emissora que a mais de três anos vem ferindo a dignidade humana com seus programas de conteúdo tendenciosos e comentários sobre a vida de diversas pessoas e suas relações com a comunidade.

No período em que estive prestando serviços a emissora, fui muito bem avaliado por esta mesma direção, que inclusive utilizou-me para fazer participações em vossos programas de noticias como o repórter da cidade, o famoso liminha, que começou a sair de cena quando mudou de posição politica.

Essa mudança foi como da água pra o vinho, você dorme eleito e acorda derrotado, seria esta a situação por aqui, neste pequeno pedaço do Brasil onde vivem pessoas que não entenderam ainda que o mundo está globalizado e que este tipo de pratica é condenada por toda e qualquer comunidade que tem avançando no campo das ideias.

Já uma outra emissora comunitária que dá um bom exemplo para a sociedade é a da cidade de Duas Estradas, vizinhas 6 km de Lagoa de Dentro, tem mostrado o bom senso e sua responsabilidade com a comunidade. Mesmo havendo divergências políticas, a emissora abre seu espaço sem discriminação.

Mas para o senhor Agnaldo de Vasconcelos Silva, a rádio comunitária é dele, que manda é ele, só vai ao ar o que ele quer, só passa na porta da emissora quem ele quer, ideias somente as dele bastam, o mundo só gira em torno de si e talvez não exista ninguém melhor que ele.

Lamentável saber que sua mente encontrasse assim tão perdida, atrasada, rastejando no campo dos que não suportam ter suas opiniões confrontadas ferindo assim a liberdade de expressão, crença, política e social.





Leonaldo Ferreira da Silva